O estudante de engenharia do Instituto de Tecnologia da Georgia (Georgia Tech), nos Estados Unidos, Nicholas Selby, é uma figura a ter em conta. Um discurso apaixonado para os caloiros da faculdade, proferido pelo rapaz em causa, não só fez sucesso entre quem assistiu ao vivo, como se tornou viral na Internet. O rapaz, de óculos e cara de aluno exemplar, transfigura-se no palco para dizer aos berros a mais de quatro mil novatos que escolheu estudar na Georgia Tech porque «quer fazer o impossível».

«Queremos ir além dos astronautas e dos vencedores de Prémios Nobel. Se tu queres construir a armadura do Homem de Ferro, tu podes! Tu estás na Georgia Tech!», afirmou.

De acordo com a CNN, Selby tem razões para tanta paixão e empolgação. O aluno do segundo ano do curso de Engenharia Mecânica liderou um projeto de construção de um carro de corrida movido a energia solar. O veículo participou depois numa corrida em alta velocidade para protótipos desenvolvidos por universitários.

O discurso aconteceu no domingo, dia 18 de agosto, e o vídeo na internet já ultrapassou um milhão de visualizações.

Depois de começar o discurso a agradecer aos professores e a dar as boas-vindas aos novos alunos, Nicholas Selby começa a empolgar-se. O jovem coloca a música tema do filme «2001: Uma Odisseia no Espaço» e afirma: «A nossa missão como estudantes não é seguir os passos dos astronautas, dos vencedores do Prémio Nobel, e de Presidentes que se formaram antes de nós, mas sim exceder os passos deles».

Em seguida, aos berros, o estudante acrescenta: «Se tu queres mudar o mundo, tu estás na Georgia Tech. Se tu queres construir a armadura do Homem de Ferro, tu podes fazer isso, tu estás na Georgia Tech! Se tu queres tocar a música tema durante o teu discurso, feito totó, tu podes! Eu posso! Eu estou na Georgia Tech!».

A terminar, Nicholas Selby diz aos caloiros: «Parabéns por terem sido aceites, e preparem-se para transformar o vosso caminho num inferno da engenharia e tornarem-se num engenheiro dos diabos!».

A Georgia Tech está em 25º lugar do «ranking» mundial de universidades, elaborado pela Times Higher Education (THE).

Veja o discurso na íntegra: