Depois de ter sido detido em Stockton, nos Estados Unidos, na semana passada, Jeremy Meeks tornou-se uma sensação nas redes sociais por causa do seu aspeto físico. A sua imagem, divulgada pela página de Facebook da Polícia de Stockton já tem mais de 90 mil gostos, 12 mil partilhas e 25 mil comentários.

Agora, o americano de 30 anos, acusado de posse de arma ilegal e roubos violentos, quebrou o silêncio, numa entrevista ao canal «ABC News».

«Agradeço [a atenção] mas quero que saibam que isto não sou realmente eu, eu não sou nenhum líder criminoso», declarou.

Entretanto, a mãe de Meeks, Katherine Angier, apelou à sua libertação, e defende que o filho é um «homem trabalhador» sem qualquer ligação a gangues.

Apesar de ter tatuado o nome de um dos grupos de criminosos mais violentos dos Estados Unidos - The Crips -, a família insiste que o americano, casado e com um filho, tem uma vida estável e que deixou os atos violentos há pelo menos seis anos.

O julgamento de Jeremy Meeks está marcado para o dia 27 de Junho mas, até lá, a sua imagem deverá continuar a arrancar suspiros de fãs de todo o mundo.