O assessor do primeiro-ministro turco que alegadamente pontapeou um familiar de um dos mineiros vitimados em Soma, meteu baixa, após lhe ter sido diagnosticada uma contusão na perna direita.

A imagem de Yusef Yerkel a dar um pontapé num homem que já estava a ser agarrado e no chão correu meio mundo e chocou outro tanto. Afinal, tratou-se do pior desastre mineiro na Turquia, com um balanço final de 301 mortos.

Após o incidente, o assessor emitiu um comunicado em que acabava por fazer um pedido de desculpas discreto, justificando que agiu em legítima defesa e depois de ter sido provocado, como conta o «Independent».