Uma mulher foi salva da morte pela polícia, no Afeganistão. As autoridades chegaram mesmo a tempo de evitar o apedrejamento da mulher até à morte pelos talibãs, depois destes a condenarem por adultério.

O caso ocorreu numa aldeia remota da região de Kunduz, como noticia esta terça-feira a France Presse.

O marido entregou a esposa aos talibãs no dia 6 por alegadamente esta ter uma relação extraconjugal. À guarda dos talibãs, a mulher estava prestes a ser morta. Os rebeldes preparavam as pedras quando foram surpreendidos pela polícia. Acabaram por largar a mulher e fugir.

De acordo com o porta-voz da polícia, o alerta foi dado por familiares da mulher. O polícia acrescenta que o marido se tinha divorciado há pouco, depois de se juntar aos talibãs.

Já em julho, uma jovem de 21 anos foi apedrejada até à morte pelos talibãs, a poucos quilómetros de Cabul, a capital do Afeganistão, apesar da pressão internacional.