Sete pessoas morreram e uma está em estado grave e isolada aparentemente devido à infeção com a bactéria Acinetobacter baumannii.

O secretário de saúde do Ceará não confirma que as mortes foram consequência da bactéria, mas o hospital já foi desinfetado e foi aberto um processo de inquérito interno.

A Acinetobacter baumannii é uma bactéria comum em ambientes hospitalares com pacientes graves. É multirresistente e muito contagiosa, porém ainda sensível a alguns antibióticos. A transmissão ocorre pelo contato direto com pessoas ou objetos infetados, como explica a «Folha de São Paulo».