Três pessoas foram encontradas mortas esta quarta-feira em Madrid, quando os bombeiros tentavam apagar um incêndio, disseram fontes policiais, adiantando que as vítimas apresentavam sinais de violência.

Duas das vítimas são do sexo feminino e uma do sexo masculino, precisou a mesma fonte da polícia de Madrid.

As vítimas foram encontradas mortas ao fim da tarde de hoje quando os serviços de emergência dos bombeiros foram chamados para apagar um incêndio num escritório de advogados.

De acordo com a polícia, uma das mulheres foi degolada e a outra tinha um golpe na cabeça. O homem apresentava cortes feitos com um machado. O homem, com 42 anos, e uma das mulheres encontravam-se em paragem cardiorrespiratória. Foram submetidos a tentativas de reanimação, mas acabaram por morrer

As vítimas não tinham documentos e a polícia investiga a hipótese de se ter tratado de um ajuste de contas e de o fogo ter servido para ocultar provas.

O advogado que é dono dos escritórios é peruano e trabalhava em casos de sequestro e de tráfico de droga. O indivíduo não se encontrava no edifício no momento dos crimes e está a ser interrogado.