O incêndio que continua a avançar de forma descontrolada na Califórnia já fez pelo menos uma vítima mortal, avançam as autoridades locais, que acrescentam que várias casas e empresas foram destruídas pelas chamas.

De acordo com o porta-voz das equipas de socorro, Scott McLean, o incêndio, que deflagrou no início desta semana, está a "mover-se rapidamente e a destruir tudo pelo caminho".

"Há alguns civis e bombeiros feridos", acrescentou.

Pelo menos 15 habitações nos condados de Shasta e Keswick foram atingidas pelas chamas e centenas de pessoas continuam sem eletricidade.

O incêndio, que se estende por uma área de 115 quilómetros quadrados, deflagrou na segunda-feira e triplicou em tamanho na quinta-feira, dia em que se registaram altas temperaturas, baixa humidade e ventos fortes.

Na quarta-feira, as autoridades do país ordenaram a evacuação de Idyllwild, na Califórnia, onde vivem 12 mil pessoas.

Os Estados Unidos contaram vários incêndios no mês de julho, com temperaturas muito altas e ventos fortes dificultaram o combate âs chamas.

O estado da Califórnia, na costa oeste do país, registou temperaturas recorde para este altura do ano.