"Houve brechas que se abriram na sociedade luxemburguesa e nas mentalidades, e as vitórias não se fizeram com uma só batalha", defendeu.
















Segunda uma sondagem divulgada no início de Maio, a maioria dos Luxemburgueses também reconhecia que há um problema no país pelo facto de 46% da população não poder votar em eleições nacionais