Pelo menos 17 pessoas morreram e 36 ficaram feridas na zona este da Turquia, na sequência de um acidente de minibus, que transportava imigrantes ilegais paquistaneses, afegãos e iranianos, informa a agência de notícias estatal Anadolu.

O acidente ocorreu no final de quinta-feira, mais especificamente na província de Igdir. Embora se tratasse de um mini bus, seguiam ele mais de 50 pessoas. Ora, este veículo está projetado para transportar apenas 14 passageiros.

O minibus ransportava os imigrantes desde o Irão e incendiou-se depois de bater num poste de luz.

Das 17 pessoas que morreram, algumas morreram queimadas, e outras 36 ficaram feridas e foram transportadas para o hospital.

A identidade do motorista permanece, até ao momento, desconhecida e foi aberto um inquérito de investigação para apurar as circunstancias exatas do acidente, de acordo com a agência de notícias.

As forças de segurança detiveram ainda 13 imigrantes ilegais que estavam a bordo de um segundo minibus que viajava juntamente com o veículo acidentado.

Fotografias publicadas nos jornais turcos mostram o veículo completamente carbonizado.

Os acidentes de viação são comuns na Turquia, onde 3.530 pessoas perderam a vida nas estradas em 2017, segundo a televisão estatal turca.