Um padre conservador norte-americano afirmou que era melhor “os pais colocarem uma corda com uma pedra à volta do pescoço dos filhos e deixarem-nos aforgar-se no fundo do mar" do que permitir que leiam Harry Potter. O comentário foi feito por Kevin Swanson, na Conferência para as Liberdades Religiosas Nacionais, que acredita que se as crianças tiverem contacto com personagens homossexuais, como Dumbledore, vão tornar-se gays.

O discurso polémico do padre está a gerar controvérsia nos EUA.

Kevin Swanson adereçou o tema da homossexualidade sob o mote: “a América tem de arrepender-se”. O padre acabou por comparar o aborto às relações entre pessoas do mesmo sexo, uma vez que estas não permitem a reprodução.
 

“Amigos, estamos à beira do julgamento. Precisamos de chamar a América para arrepender-se. Arrepender-se de desafiar o Todo Poderoso. Arrepender-se do aborto, das centenas de milhares de cadáveres, nem sei precisar quantos. A América tem de arrepender-se pelo Harry Potter. Arrepender-se pelo Dumbledore aparecer como o mentor homossexual de Harry Potter”.


Mas, esta não é a única personagem que mereceu a atenção de Kevin Swanson, que referiu também o perigo de deixar as crianças ver o filme “Como Treinares o Teu Dragão”.
 

“A personagem Soluço de ‘Como Treinares o Teu Dragão’ emergiu como uma personagem homossexual. As crianças estão a ser criadas para depararem-se com os Dumbledores e os Soluços”.





Para além disto, o padre criticou a música country, pois acredita que esta pode desviar os crentes.

De acordo com o The Independent, Kevin Swanson já tinha dito, em março do ano passado, que o filme “Frozen” era uma forma “muito má” de publicitar a homossexualidade. Segundo o mesmo jornal, o padre acredita que os cristãos vão ser perseguidos e queimados pelos gays e que os homossexuais merecem a pena de morte.