O número de crianças e jovens assassinados no Brasil duplicou nos últimos 20 anos, atingindo as 10.500 mortes no período entre 1993 e 2013, revela um relatório das Nações Unidas.

O relatório divulgado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) refere que em 2013, por exemplo, 28 crianças e adolescentes foram mortos diariamente, o que corresponde a mais de uma criança por hora.

O Brasil passa a ocupar assim o segundo lugar na lista dos países com mais assassinatos de menores de 19 anos.