O desabafo de uma jovem espanhola nas redes sociais sobre "a história de amor mais efémera" da sua vida a bordo de um avião da Norwegian tornou-se de tal modo viral que já há anónimos à procura do "rapaz encantador" do 8A, que lhe fez companhia durante um voo Madrid-Las Palmas no passado dia 31 de maio.

No dia seguinte, Laura Pérez, de 25 anos, professora primária de profissão, explicou na publicação no Twitter que acabou por não conseguir trocar telefones com o "rapaz encantador" devido à confusão gerada à chegada ao aeroporto, devido à "pressa das pessoas". "Tive de correr também e não pude dar-lhe o meu número de telefone", contou. "Minuto de silêncio por um amor perdido" escreveu, ainda, na hashtag.

A companhia aérea em causa, a low-cost Norwegian, deu uma ajuda através do Twitter, publicando um comentário onde diz ao "rapaz do lugar 8A" que "a passageira do 8B tem uma mensagem" para ele. "E se não és ele, passa a mensagem", acrescentou entre parêntesis.

Outra utilizadora do Twitter respondeu a Laura dizendo-lhe que foi durante um voo que conheceu o marido.

Um utilizador sugeriu à jovem que avisasse a companhia aérea que tinha ficado com algo desse passageiro e que, depois, nos perdidos e achados do aeroporto entregasse um envelope com o seu contacto.

Na terça-feira, Laura Pérez quase ficou sem palavras quando foi contactada por um passageiro do 8A... mas do voo contrário e da Ibéria.

Mas nem só de apologistas de histórias de amor à primeira vista vive a sua conta de Twitter. Recentemente, a jovem professora está a ser acusada de perseguir alguém que quererá manter-se no anonimato.

Laura Pérez não deixou os críticos sem justificação. "Não dei informações específicas sobre ele que possam comprometê-lo no caso de não querer manifestar-se (algo que respeito 8A e não te odiarei por isso)", tweetou.