As autoridades de transportes dos Estados Unidos designaram oito companhias aéreas para fazer serviços regulares para Havana, em Cuba, de forma a acabar com uma pausa de seis décadas.

O departamento de transportes adiantou que as companhias aéreas propostas para o serviço vão partilhar 20 voos de ida e volta por dia, algo já aprovado pelos dois governos, de forma a ligar dez cidades norte-americanas a Havana.

Restaurar o serviço aéreo leva a um tremendo potencial para reunir famílias cubano-americanas, a promoção da educação e oportunidades para as empresas americanas de todos as dimensões”, acrescentou.

A ponte aérea surge quase dois meses após o primeiro navio norte-americano ter viajado até à ilha da América Latina, permitindo que turistas e norte-americanos visitassem Cuba.

É mais um passo na aproximação entre os dois países, que estiveram afastados durante cerca de seis décadas. A visita histórica do presidente dos Estados Unidos a Cuba aconteceu em março deste ano e Obama declarou-se a favor das liberdades civis e da aproximação entre os dois países.