Uma pessoa morreu e outras quatro ficaram feridas esta terça-feira num acidente a bordo do maior navio de cruzeiro do mundo, o Harmony of the Seas, em Marselha.

Um dos botes salva-vidas do navio, ancorado no porto daquela cidade francesa, desprendeu-se com cinco pessoas a bordo durante um exercício de segurança. As vítimas são membros da tripulação e dois dos feridos estão em estado grave.

O acidente já foi confirmado no Twitter oficial da empresa, a Royal Caribbean.

A vítima mortal é um filipino de 42 anos.

O navio encontrava-se a fazer um cruzeiro de oito dias pelo Mediterrâneo, tendo partido de Roma e passado por Nápoles, Barcelona e Maiorca até atracar esta manhã em Marselha.

Este é o primeiro ano de operação do navio Harmony of the Seas, que já muita polémica gerou, não só pelas suas dimensões astronómicas – pesa 227 mil toneladas e mede 362 metros de comprimento, 66 de largura e 70 de altura – mas também por ter partido para a viagem inaugural com obras por acabar e atrações fechadas.