A viúva do Presidente João Bernardo «Nino» Vieira, esta terça-feira sepultado em Bissau, partiu ao fim da tarde para o Senegal, disse fonte governamental guineense, citada pela Lusa.

Isabel Vieira seguiu do aeroporto de Bissau para Dacar às 19:23 (mesma hora em Lisboa) no mesmo avião militar senegalês que hoje transportou 12 dos filhos de «Nino» Vieira para a capital guineense, a fim de assistirem às cerimónias fúnebres do Chefe de Estado assassinado há uma semana.

A viúva de «Nino» Vieira foi acompanhada até ao aeroporto pela ministra dos Negócios Estrangeiros guineense, Maria Adiato Djaló Nandigna, mas nenhuma delas prestou declarações.

Com Isabel Vieira, embarcaram também os filhos do Presidente guineense que hoje estiveram presentes no parlamento para se despedirem do pai.

A mesma fonte governamental não adiantou se Isabel Vieira tem outro destino, após a viagem para o Senegal.

No aeroporto de Bissau, esteve ainda presente o embaixador de Angola na capital guineense e outros diplomatas angolanos.

Desde o dia em que o Chefe de Estado guineense foi assassinado, a 02 de Março na sua residência, Isabel Vieira foi acolhida, a seu pedido, na representação diplomática angolana em Bissau.

A viúva de «Nino» Vieira apareceu pela primeira vez em público na segunda-feira, quando os restos mortais do Presidente assassinado foram colocados em câmara ardente, na sala do plenário da Assembleia Nacional Popular.

Hoje, durante a manhã, Isabel Vieira esteve presente nas cerimónias fúnebres realizadas no edifício do parlamento, mas tal como os filhos de «Nino» Vieira, não acompanhou o desfile fúnebre até ao Cemitério Municipal de Bissau.