O Canadá confirmou a primeira morte por gripe das aves H5N1 na América do Norte. Trata-se de uma habitante da província de alberta que tinha voltado da china no final de dezembro.

Dois novos casos de gripe aviária H7N9 na Ásia

Segundo as autoridades canadianas, a morte desta mulher é para já um caso isolado. O ministério da saúde sublinha que o risco para o resto da população é extremadamente baixo, já que não há casos conhecidos de transmissão do vírus de pessoa a pessoa.

A mulher tinha começado a apresentar sintomas da doença no voo da Air Canada que fazia o trajeto entre Pequim e Vancouver, prosseguindo depois viagem noutro voo com destino a Edmonton, Alberta.

Após os sintomas se terem agravado, a mulher acabou por ser hospitalizada, acabando por morrer a 3 de janeiro.

Todas as pessoas que viajaram nos mesmos voos que a vítima estão a ser identificadas para receberem acompanhamento médico preventivo.

Seiscentos e cinquenta casos de gripe das aves foram registados em 15 países nos últimos dez anos, com uma taxa de mortalidade de 60%.