O "Não" venceu com 61,31% dos votos, no referendo da Grécia. O Ministério do Interior grego já divulgou os resultados finais da consulta popular, que estão em linha com as primeiras projeções, espelhando uma vitória expressiva do "Oxi".

O "Sim" reuniu 38,69% dos votos, havendo ainda 5,8% de votos nulos ou brancos.

Mais de 60% dos eleitores gregos foram votar, segundo os mesmos dados. A abstenção foi de 37,5%, num universo de quase 10 milhões de eleitores.



Estes resultados representam uma vitória para o governo de Alexis Tsipras. O executivo grego já fez saber, de resto, que está pronto para retomar as negociações, mas que a vontade do povo não pode ser ignorada.

Yanis Varoufakis agendou uma  reunão com os banqueiros. A Grécia vai pedir ao Banco Central Europeu para aumentar a linha de liquidez de emergência. A vitória do "Não" deverá aumentar ainda mais a pressão sobre a banca helénica.