Os ataques a Ghouta oriental, na Síria, são um castigo colectivo inaceitável.

As Nações Unidas insurgem-se contra a violência às portas de Damasco. Nas últimas horas chegou mais um vídeo impressionante:

Pouco depois de um ferido ser introduzido numa ambulância improvisada, cai uma bomba. Mesmo assim, os socorristas prosseguem a missão.

As imagens são de sexta-feira, um dos dias mais mortíferos na campanha do regime de Damasco contra o enclave rebelde às portas da capital Síria.

Só em doze dias de bombardeamentos aéreos morreram cerca de seiscentas pessoas e umas duas mil ficaram feridas.

Nada mudou no terreno desde a resolução aprovada nas Nações Unidas para um cessar-fogo em toda a Síria.

Entretanto, a agência Reuters avança, que o exército sírio afirmou num comunicado que, conseguiu matar um número significativo de terroristas e destruir um grande número de quartéis, túneis e equipamentos dos rebeldes, nesta região da Síria.