As reuniões entre representantes do regime e da oposição da Síria previstas para esta tarde em Genebra foram suspensas devido a profundas divergências entre as duas delegações, anunciou o porta-voz da oposição, Louay Safi.

A decisão foi comunicada pelo mediador da ONU, Lakhdar Brahimi, às duas delegações, após a conclusão das reuniões da manhã, acrescentou.

Segundo fontes da oposição citadas pela agência France Presse, a reunião da manhã terminou abruptamente depois de a delegação do regime ter acusado os Estados Unidos de «armarem terroristas», expressão habitualmente usada por Damasco para designar os rebeldes que combatem o regime de Bashar al-Assad.

As fontes disseram que os representantes do regime insistiram na adoção de uma declaração condenando a alegada «decisão dos Estados Unidos de retomar o armamento de grupos terroristas na Síria».

As negociações, a decorrer em Genebra desde sexta-feira, visam alcançar um acordo sobre a criação de um governo de transição, mas têm sido marcadas por profundas divergências entre as duas partes.