Dois menores foram detidos no fim de semana, em Espanha, por terem morto à facada um casal de 87 anos, na própria casa, em Bilbau. 

Apesar de apenas ser notícia desde o fim de semana, na sequência da detenção dos suspeitos, o crime terá acontecido no dia 18 de dezembro de 2017. O casal foi espancado e os corpos apresentavam sinais de facadas. Os dois detidos têm apenas 14 anos e as autoridades acreditam que os idosos foram assassinados na sequência de uma tentativa de roubo.

De acordo com o jornal espanhol El País, um dos suspeitos foi detido no domingo na localidade de Balmaseda, pelas 13:30 (menos uma hora em Lisboa), e o outro entregou-se uma horas depois em Bilbau. Ambos têm cadastro por roubo com intimidação.

O homicídio ganha contornos ainda mais graves por não se tratar de um caso isolado nas últimas semanas. Por trás deste crime, está um grupo de jovens delinquentes chamado "The Guetto Family". São quatro os casos que, desde dezembro de 2017, estão a assombrar a vida quotidiana daquela cidade do País Basco.

No dia 23 de dezembro, o ex-futebolista Ibon Urrengoetxeam de 43 anos, foi agredido mortalmente por dois rapazes, de 14 e 16 anos, e deixado caído numa rua.

A 28 de dezembro, dois rapazes, de 23 anos, estavam no metro quando foram abordados por dois menores que lhe exigiram os pertences. Na sequência das agressões, um dos rapazes perdeu um olho.

O "Guetto Family" também parece estar por trás da violação de uma menor. A rapariga, de 14 anos, diz que foi atacada sexualmente por quatro rapazes, no dia 30 de dezembro.

A polícia deteve quatro menores, que fazem parte deste gangue. Os jovens envolvidos nestes crimes têm entre os 12 e os 23 anos e residem principalmente no centro de Bilbau. São conhecidos pela violência dos roubos. Procuram telemóveis, relógios, dinheiro e roupa e não olham a meios para atingir os objetivos. De acordo com os jornais locais, usam cães de raças potencialmente perigosas para atemorizar as vítimas.