O furacão Irma obrigou um casal de portugueses que está em lua-de-mel na República Dominicana a abrigar-se 18 horas num refúgio do resort.

As imagens foram enviadas à TVI pelo casal que chegou sábado a Punta Cana, a capital do país.

Foi no abrigo que tiveram de passar longas horas. A segurança do resort só permitiu que tivessem na sua posse dinheiro e os bens mais valiosos. Durante horas, as malas ficaram nos quartos e do exterior só ouviam o barulho da tempestade, descreveram via Whatspp à TVI.

À porta do refúgio, dois polícias garantiam que ninguém saía do local até autorização do governo.

Há cerca de dois mil turistas portugueses a passar férias nas Caraíbas. Centenas dos que estão na República Dominicana foram transferidos para zonas mais protegidas em Punta Cana. Em Cuba, onde o furacão ainda vai chegar, foram retiradas perto de duzentas pessoas da ilha de Cayo Coco para Varadero