O Presidente francês, François Hollande, pediu uma resposta à escala mundial à situação gerada pelo ataque ao jornal «Charlie Hebdo». Hollande anunciou para domingo uma reunião de ministros do Interior europeus (o equivalente ao ministro da Administração Interna em Portugal) para domingo.
 
«Domingo, haverá uma reunião de ministros do Interior europeus. O primeiro-ministro está em estreita ligação com os países europeus para troca de informações. Isto não nos impede de vigiar as fronteiras», disse Hollande, no Ministério do Interior, onde esteve esta sexta-feira a fazer o ponto da situação.
 

«Devemos colocar a nossa resposta à escala mundial», disse Hollande.
 

O Presidente voltou a apelar à união da França e mostrou-se orgulhoso da reação dos franceses.
 

«Confio em vós, confio no nosso país. Mostrámos a nossa grande capacidade de união. Isso não impede que haja lacunas e que o horror aconteça. Devemos lutar para que os franceses possam viver juntos e em segurança no futuro», disse.

 
«A França é uma força. É um Estado com funcionários que agem em nome do interesse público, tendo consciência da sua missão. Podemos ver hoje a sua grande utilidade: polícia, guarda civil, magistrados, funcionários da autoridade, que permitem que os cidadãos possam encontrar proteção, resposta, alívio», elogiou.