Os caminhos de ferro franceses foram esta quinta-feira indiciados para responder pelos crimes de homicídio negligente após a investigação ao acidente de comboio que ocorreu em julho de 2013.

Os investigadores chegaram à conclusão de que havia falta de manutenção na linha férrea, o que levou ao descarrilamento.

A 12 de julho de 2013, o desastre em Brétigny-sur-Orge, França, matou sete pessoas e feriu dezenas que seguiam na composição que ligava Paris a Limoges.

A SNCF, antecipando já na semana passada a acusação, veio prometer maior transparência em termos de segurança e manutenção com relatórios públicos todas as semanas, acrescenta a «France Info».