A revista Fortune chamou os leitores a votar naqueles que consideravam ser os líderes mais dececionantes do mundo. Depois dos acontecimentos recentes do Brasil, o primeiro lugar é ocupado pela presidente Dilma Rousseff, com quase 400 mil votos. 

Mas há outros nomes polémicos neste ranking. Martin Winterkorn, CEO da Volkswagen que se demitiu do cargo após o escândalo das emissões nos veículos a gasóleo, é um deles. Blatter e Platini também lá estão, com 15 mil votos. Confira a lista:

1. Dilma Rousseff, presidente do Brasil

2. Rick Snyder, governador do Michigan

3. Joseph Blatter, antigo presidente da FIFA, e Michel Platini, presidente suspenso da UEFA

4. Martin Shkreli, antigo CEO da Turing Pharmaceuticals

5. Martin Winterkorn, antigo presidente executivo da Volkswagen

6.  Chris Christie, governador da Nova Jérsia

7. Jeff Smisek, antigo CEO da United Continental Holdings

8. Marissa Mayer, CEO da Yahoo

9. Rahm Emmanuel, presidente da câmara de Chicago

10. Al Giordano and Steven Nardizzi, antigos COO e CEO da Wounded Warrior Project

11. Michael Pearson, antigo CEO da Valeant Pharmaceuticals

12. Elizabeth Holmes, fundadora da Theranos

13. Steve Ells & Montgomery Moran, co-CEOs da Chipotle Mexican Grill

14. Tony Hsieh, CEO da Zappos

15. Parker Conrad, antigo CEO da Zenefits