No domingo, uma câmara de videovigilância captou o sequestro de uma mulher de 22 anos em Filadélfia, nos Estados Unidos. Na esperança de ajudar a encontrar a vítima, a polícia divulgou o vídeo, em que se vê o suspeito a estacionar o automóvel, sair da viatura, e a arrastar a mulher para dentro do carro.

 

De acordo com a polícia da Filadélfia, um vendedor de carros que viu o vídeo na televisão, entrou em contato os polícias e confirmou a identidade do suspeito. O comerciante também revelou que tinha montado um dispositivo de localização GPS no carro que tinha vendido a Barnes, o suspeito, por saber o seu histórico de crédito.
 
Assim foi possível seguir o carro até ao estacionamento de um centro comercial em Jessup, perto de Baltimore. Carlesha Freeland-Gaither, a vítima, e Barnes estavam no banco de trás do carro e o homem foi agarrado pela polícia antes que pudesse fugir.
 
A enfermeira foi levada para o hospital e depois foi levada pela família. «Vou levar o meu bebé para casa. Obrigada», disse Keisha Gaither, a mãe de Carlesha.
 
Barnes compareceu no tribunal na quinta-feira e continua detido. Também deverá será extraditado para a Virgínia para enfrentar as acusações numa tentativa de assassinato de uma adolescente, nesse Estado, a 1 de outubro. O homem enfrenta uma série de acusações, incluindo tentativa de homicídio, rapto e violação.
 
Charles Ramsey, o comissário de polícia de Filadélfia, felicitou a prisão de Barnes. «É um bandido e isso é o que ele faz. É um predador viciado e está fora das ruas», disse Ramsey.