Seis pessoas morreram e pelo menos 136 ficaram feridas no descarrilamento de um comboio em Filadélfia, nos Estados Unidos, segundo a última atualização feita pelo New York Times.

O comboio que descarrilou é um Amtrak onde viajavam cerca de 240 pessoas na ligação entre Washington e Nova Iorque e as imagens das televisões norte-americanas mostraram vários vagões tombados em consequência do acidente.


Foto: Reuters

Na altura, entre os feridos, havia seis pessoas em estado crítico, e os restantes passageiros, embora levados para vários hospitais, não inspiravam cuidados de maior.


Foto: Epa/Lusa

A maioria dos passageiros do acidente que se deu às 09:30 da noite (locais), 02:30 da madrugada  desta quarta-feira em Lisboa, conseguiu fugir pelas janelas.


Foto: Epa/Lusa

"É um desastre absoluto. Nunca vi nada assim na minha vida", contou Michael Nutter, autarca de município onde se deu o desastre. 


Entre os passageiros estava o ex-congressista Patrick Murray, que, através da sua conta no Twitter, disse encontrar-se bem de saúde, mas explicou que várias pessoas à sua volta estavam feridas.

Segundo a agência Reuters, as autoridades ainda não sabem o que causou o descarrilamento do comboio 188, que obrigou à suspensão da linha férrea. As autoridades afastam, no entanto, por agora, a hipótese de um atentado terrorista. 

"Não sabemos o que aconteceu. Não sabemos o porque de ter acontecido", afirmou o líder do município. 

Um colaborador da Associated Pres, Paul Cheung, que seguia no comboio, contou que o Amtrak começou a desacelerar como se "alguém tivesse batido na linha".

"De repente estava tudo a tremer. As coisas das pessoas a voarem por cima de mim. A frente do comboio ficou completamente destruída. É um desastre completo". E bagagens e telemóveis, tudo pelo ar, como acrescentou a CNN. 



Foto: Epa/Lusa

Em declarações à Associated Press, o Comité de Segurança Nacional garantiu que estava a averiguar as causas do descarrilamento, pelo que já enviou uma equipa de investigadores para o local. Enquanto não são apuradas as causas do acidente, apenas é certo que não houve embate com outra composição, embora o descarrilamento tenha provocado um aparato tal que testemunhas disseram à CNN que alguns carros perto da linha "voaram". 

O acidente ocorreu numa zona com uma curva acentuada, que é denominada como Junção de Frankford, onde se deu um dos mais mortíferos acidentes ferroviários, em 1943, que vitimou 79 pessoas.