Uma repórter de televisão foi atingida por uma granada israelita durante confrontos em Jerusalém Oriental, entre a polícia e manifestantes. Hana Mahameed, ao serviço da televisão libanesa Al-Mayadeen, estava no local a acompanhar os incidentes, quando foi atingida na face.

Imagens captadas por outros colegas no local, mostram o momento em que a granada vai na direção do grupo, ouvindo-se, logo em seguida, os gritos de dor da jornalista. Esta vestia um colete identificativo de “press” (jornalista).




Um colega da jovem afirmou ao jornal britânico The Independent que a jovem “não ficou ferida com gravidade”, mas ficou marcada “com buracos nos rosto e no pescoço”. Os médicos aconselharam a jornalista descansar uns dias para poder recuperar.

O seu colega acrescentou ainda que esta foi “obrigada a voltar ao serviço”, porque a estação de televisão ainda não tinha conseguido arranjar alguém que a substituísse.