Os fiéis de uma igreja Batista, de maioria negra, em Washington, nos Estados Unidos, terminaram as orações do último domingo de julho com um guia em mãos que ensina a sobreviver a um encontro com a polícia.
 
O guia “Dez regras para sobreviver se for parado pela polícia” foi distribuído no final da cerimónia e pretende responder aos recentes episódios de violência policial contra negros, como a morte em Ferguson do jovem Michael Brown, com repercussão internacional.
 
As regras aconselham os fiéis a manter a calma e a evitar o confronto com a autoridade, expondo sempre as mãos e evitando falar ou ter qualquer contacto físico com a polícia. As queixas ficam para depois, seja na esquadra ou perante um advogado.
 
O pastor Thomas Bowen, responsável pela iniciativa, disse à BBC Brasil que o objetivo é evitar novos casos de violência racial, estimulando as famílias a “partilharem” estas regras com os vizinhos e fomentando a discussão sobre os riscos de uma abordagem sem cautelas.
 
O guia foi elaborado pelo ativista e escritor negro David Miller, mas não é o único a circular nos Estados Unidos.

O advogado Eric Broyles publicou nas últimas semanas em conjunto com o polícia Adrian Jackson, ambos negros, o livro "Encounters with Police: a Black Man's Guide to Survival", ou seja, "Encontros com a Polícia: Guia de Sobrevivência para um Homem Negro".

"As estatísticas falam por si: homens afro-americanos são mortos numa proporção muito maior que qualquer outro grupo populacional nos Estados Unidos", explicou o autor à BBC Brasil.

Conheça, então, as "Dez regras para (um negro) sobreviver se for parado pela polícia":

1. Seja educado e respeitoso se for parado pela polícia. Mantenha-se calado;
2. Lembre-se que o seu objetivo é chegar a casa em segurança. Se sentir que seus direitos foram violados, tem o direito de apresentar queixa depois na esquadra da sua área;
3. Em nenhuma circunstância discuta com a polícia;
4. Lembre-se sempre que tudo o que disser ou fizer pode ser usado contra si na Justiça;
5. Mantenha as mãos à vista e certifique-se de que a polícia consegue vê-las;
6. Evite o contato físico com a polícia. Não faça nenhum movimento súbito e mantenha as mãos longe dos bolsos;
7. Não corra, mesmo que tenha medo da polícia;
8. Mesmo sendo inocente, não resista à prisão;
9. Não se pronuncie sobre o incidente até se encontrar com um advogado ou defensor público;
10. Fique calmo e mantenha o controlo. Cuidado com as palavras, linguagem corporal e emoções.