A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, vai visitar Cuba nos próximos dias 23 e 24 de março, naquela que será a primeira visita de um alto representante diplomático da União Europeia (UE) à ilha liderada por Raul Castro.

A viagem da alta representante da UE para a Política Externa e de Segurança a Havana ocorre «num momento crucial» para as negociações entre a UE e Cuba, indicou o gabinete de Mogherini, num comunicado.

«A União Europeia está ansiosa para ver como a nossa relação pode ser relançada dentro de uma dinâmica forte», reforçou a mesma fonte.

No início deste mês, UE e Cuba iniciaram a terceira ronda de negociações para o primeiro acordo bilateral entre Havana e os parceiros europeus.

As negociações foram abertas em abril de 2014 com a meta de estabelecer uma relação de cooperação, que pretende ter como principais pilares «o diálogo político, a cooperação e os assuntos comerciais e económicos», segundo indicaram fontes comunitárias no início deste mês.

A UE não ficou indiferente ao anúncio, de dezembro último, sobre o início das negociações históricas entre Washington e Havana para o restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países, após mais de meio século de afastamento.

No início de março, a UE reconheceu que «a promessa, a perspetiva de uma nova relação» entre os Estados Unidos e Cuba irá ter «sem dúvida influência no processo de negociação» entre Havana e Bruxelas, ressalvando, na mesma altura, «ser ainda um pouco cedo para dizer como».