As ruas da favela Vila Flávia, na cidade de São Paulo, Brasil, transformaram-se em autênticas galerias de graffiti ao ar livre, onde toda a população pode expressar as suas queixas e denunciar as injustiças sociais através desta arte.

Val e Cris são os fundadores do OPNI, uma organização que usa graffiti para melhorar a vida nas favelas e actualmente encontram-se a trabalhar no projecto «Favela Graffitada» na favela Vila Flavia em São Paulo, noticia a agência Reuters.

O OPNI, que significa «Unidentified Graffiti Artist», surgiu em 1997 criado por cerca de 20 jovens das favelas de São Paulo e oferece à população oficinas de arte, capoeira e graffiti.

A organização convidou artistas nacionais e internacionais para criar mais de 100 obras em toda a favela.