As autoridades da República Dominicana informaram, esta quinta-feira, que foi uma criança de 10 anos que fez as chamadas alertando para a existência de uma bomba no interior de um avião que obrigaram, esta semana, a uma aterragem de emergência.

De acordo com o Departamento Nacional de Investigação, após uma busca à casa do menor, na província de Santo Domingo, foi apreendido um documento com os números de telefone de várias instituições estatais que prestam serviços de segurança e emergência.

Um avião, com 274 passageiros a bordo, procedente da Bélgica, foi forçado a aterrar de emergência na terça-feira no Aeroporto Internacional das Américas de Santo Domingo, quando o seu destino era Punta Cana, também na República Dominicana, na sequência da suposta existência de uma bomba.