Um palestiniano foi morto esta quinta-feira durante um raide aéreo israelita que atingiu o centro da Faixa de Gaza, horas antes da entrada em vigor de uma trégua humanitária, informaram fontes médicas palestinianas.

O ataque, que também causou dois feridos, foi lançado sobre Deir el-Balah, no centro da Faixa de Gaza, acrescentaram as mesmas fontes.

Outros três palestinianos morreram em Rafah após disparos de um blindado israelita no sul da Faixa de Gaza, indicou o serviço de emergências de Gaza.

Quatro pessoas ficaram gravemente feridas neste ataque contra uma casa de Rafah, disse o porta-voz do serviço Achraf al-Qudra.

Israel e o Hamas aceitaram na quinta-feira o pedido da Organização das Nações Unidas (ONU) para instaurarem um período de cessar-fogo por razões humanitárias, que começa às 10:00 locais (08:00 de Lisboa), durante cinco horas.

Na quarta-feira, pelo menos 25 palestinianos, incluindo oito crianças, morreram, segundo os serviços de urgência palestinianos.

No total, 230 palestinianos foram mortos e mais de 1.600 ficaram feridos em nove dias de ofensiva, segundo o balanço mais recente dos serviços de urgência palestinianos.

Do lado israelita, um civil de 37 anos foi morto por um rocket perto da fronteira de Gaza.