Um homem condenado por três homicídios foi executado no Texas, Estados Unidos, na terça-feira, elevando o número de execuções no estado norte-americano para dez só este ano.

 

Miguel Paredes, de 32 anos, esperou 13 anos pela execução, tendo sido declarado morto por injeção letal em Huntsville na terça-feira, informou o porta-voz do Departamento de Justiça Criminal, Jason Clark. A imorte foi declarada 22 minutos após a administração do líquido letal.

 

Paredes tinha sido condenado por matar três membros de um gangue rival em 2000. As três vítimas foram, depois de mortas, embrulhadas numa carpete e levadas para um zona longe do local do crime onde os corpos foram queimados, acrescenta a Associated Press.

 

A agência também cita uma testemunha que assistiu à execução. Paredes sorriu ao entrar na câmara da morte e disse: «Entrei como um leão e saio como um cordeiro». 

 

Miguel Paredes, que passou a sua vida adulta na prisão, acrescentou que desejava que «os familiares das vítimas não alimentassem ódios por causa das suas ações».