O Paquistão executou hoje Shafqat Hussain, que foi condenado à pena capital ainda em adolescente, apesar das objeções manifestadas por parte de organizações de defesa de direitos humanos e das Nações Unidas.

Shafqat Hussain foi enforcado pouco antes do amanhecer em Carachi por ter matado um rapaz de sete anos em 2004, informou o seu irmão e uma fonte do estabelecimento prisional à agência AFP.

O caso despertou a atenção da comunidade internacional depois de os advogados e familiares terem denunciado que Shafqat Hussain tinha apenas 15 anos à data dos factos e que confessou sob tortura.