Evelyn Chang, taiwanesa de 58 anos que esteve 36 dias sequestrada pelo grupo terrorista filipino Abu Sayyaf, foi libertada em Taiwan devido à intervenção de um sobrinho do Presidente da ilha.

Na sua primeira entrevista, ladeada pelo irmão, Evelyn Chang agradeceu a Gene Yu, um antigo militar norte-americano, sobrinho do Presidente Ma Ying-jeou, e amigo da sua família e que teve uma participação decisiva na negociação com os sequestradores.

«Não estaria aqui sem a ajuda de Yu», disse Evelyn Chang à cadeia de televisão taiwanesa ETTV.