A pouco mais de três meses das Convenções Nacionais dos Partidos Democrata e Republicano começam a formar-se certezas sobre quem está melhor colocado para conseguir a respetiva nomeação, tendo em vista a corrida à Casa Branca. A super terça-feira, o dia em que se realizaram primárias e caucus em 12 Estados, foi um passo de gigante nessa direção, que o digam Donald Trump e Hillary Clinton.

Veja também: qual a diferença entre primárias e caucus

Os pré-candidatos, republicano e democrata, respetivamente, conseguiram vencer em sete Estados na noite passada, que podem juntar aos três que já traziam de outras votações. Com dez Estados “no bolso”, destacam-se frente aos seus rivais partidários que começam a ver as nomeações a escapar-lhes.

A verdade é que não se trata apenas de somar o maior número de votos em cada Estado, mas sim conseguir atingir o número necessário para conseguir a nomeação na Convenção do partido. Tanto Donald Trump como Hillary Clinton estão mais perto de o conseguir. Os resultados falam por si.

Veja também: o que é a super terça-feira e por que é tão importante?

Republicanos

Pré-candidatos: Donald Trump (C), Ted Cruz (D), Marco Rubio (E), John Kasich e Ben Carson

Os resultados (de acordo com a AP e CNN):

Nota: alguns resultados podem sofrer alterações, especialmente ao nível dos delegados, que ainda não estão todos atribuídos.

 

Alabama: Donald Trump

No Estado do Alabama, Donald Trump conseguiu não só o dobro dos votos do segundo classificado, Ted Cruz, mas mais votos do que os seus concorrentes juntos. O magnata alcançou 43% dos votos, enquanto Ted Cruz conseguiu 21% e Maco Rubio 19%.

Delegados (50) – Donald Trump: 36; Ted Cruz: 13; Marco Rubio: 1.                

 

Alasca (caucus): Ted Cruz

Com 97% dos votos apurados, ao contrário do que as primeiras projeções indicavam, Ted Cruz derrotou os seus rivais, ao conseguir 36% dos votos no caucus do Estado do Alasca. Donald Trump ficou próximo, com 34%, mais do dobro da percentagem conseguida pelo terceiro classificado, Marco Rubio (15%).

Delegados (28) - Ted Cruz: 10; Donald Trump: 10; Marco Rubio: 4.

 

Arkansas: Donald Trump

Neste Estado a votação foi mais renhida: Trump não se destacou como no Alabama, e ficou mais próximo de Ted Cruz. O magnata conseguiu 33% dos votos, enquanto o senador do Texas alcançou 31%. Um pouco mais atrás, mas ainda assim não muito distante, ficou Rubio com 25%.

Delegados (40) – Donald Trump: 15; Ted Cruz: 12; Marco Rubio: 8.

 

Georgia: Donald Trump

Com 92% dos votos apurados, Donald Trump conseguiu mais uma vitória sobre os dois principais rivais, ao vencer com 39%. Neste Estado mais a oeste, Marco Rubio e Ted Cruz ficaram separados apenas por 1% dos votos, com 25% e 24%, respetivamente.

Delegados (76) – Donald Trump: 40; Marco Rubio: 14; Ted Cruz: 17.

 

Massachusetts: Donald Trump

O Estado do Massachussetts confirmou mais uma vitória esmagadora de Donald Trump: o pré-candidato conseguiu 49% dos votos. Por outro lado, neste Estado alteraram-se as posições tradicionais e em segundo lugar ficou o Governador do Ohio, John Kasich, com 18%, a mesma percentagem conseguida por Marco Rubio. Ted Cruz surge em quarto lugar com 4%, à frente de Ben Carson que não foi além dos 2,6%.

Delegados (49) - Donald Trump: 22; John Kasich: 8; Marco Rubio: 8; Ted Cruz: 4; Ben Carson:  0.

 

Minnesota (caucus): Marco Rubio

O único Estado conquistado por Marco Rubio foi o Minnesota, onde o pré-candidato conseguiu 37% dos votos, 15 pontos percentuais acima de Donald Trump, que ficou em terceiro lugar com 22%. Ted Cruz alcançou 29%.

Delegados (38) - Marco Rubio: 14; Ted Cruz: 13; Donald Trump: 10.

 

Oklahoma: Ted Cruz

O Estado do Oklahoma foi mais um dos três conseguidos por Ted Cruz. O senador do Texas conquistou 34% dos votos, ultrapassando Donald Trump, com 28%, e Marco Rubio, com 26%.

Delegados (43) - Ted Cruz: 15; D. Trump: 13; Marco Rubio: 12.

 

Tennessee: Donald Trump

Com 99% dos votos escrutinados, Donald Trump é o grande vencedor do Estado do Tennessee, ao conquistar 39% dos boletins. Ted Cruz conseguiu 25% e Marco Rubio 21%.

Delegados (58) - Donald Trump: 31; Ted Cruz: 14; Marco Rubio: 10.

 

Texas: Ted Cruz

A maior vitória de Ted Cruz sobre Donald Trump foi exatamente no Estado de que Ted é senador, o Texas: 44% contra 27%, respetivamente. Marco Rubio ficou em terceiro lugar com 18%. Considerado um “super Estado”, pelo seu tamanho e elevado número de delegados correspondentes, vencer no Texas ajudou as contas da corrida de Ted Cruz.

Delegados (155) - Ted Cruz: 84; Donald Trump: 33; Marco Rubio, 2.

 

Vermont: Donald Trump

Donald Trump foi o mais votado no Estado do Vermont, com 33% dos votos, mas a surpresa está no candidato que ficou logo atrás, com 30%: John Kasich. Neste pequeno Estado do nordeste Marco Rubio conseguiu 19% dos votos, e Ted Cruz não foi além dos 10%.

Delegados (16) - Donald Trump: 8; John Kasich: 8.

 

Virgínia: Donald Trump

Com 99% dos votos apurados, Donald Trump é o vencedor inequívoco das primárias republicanas na Virgínia, tendo conseguido 35% dos votos. Logo atrás ficou Marco Rubio com 33%, e em terceiro lugar Ted Cruz, com 17%. Vale salientar que na Virgínia, os outros dois candidatos, John Kasich e Ben Carson conseguiram votações mais significativas (quando comparadas com outros Estados): 9% e 6%, respetivamente.

Delegados (49) - Donald Trump: 17; Marco Rubio: 16; Ted Cruz: 8; John Kasich: 5; Ben Carson: 3.

Análise

O “fenómeno antissistema” Donald Trump é o grande vencedor da super terça-feira ao acrescentar sete Estados aos três já conquistados em anteriores primárias e caucus. Era difícil prever que o irreverente magnata viesse a conseguir estes resultados quando Trump anunciou a corrida à nomeação republicana, mas a verdade é que é o pré-candidato mais próximo de a conseguir.

“Foi uma noite fantástica”, disse o próprio à CNN quando surgiram os resultados.

Trump conta já com 315 delegados (de 1237 necessários para conseguir a nomeação) em 15 primárias e caucus, mais de uma centena acima de Ted Cruz, o pré-candidato mais próximo, e duas centenas acima de Marco Rubio, o senador que se dizia o único capaz de o derrotar.

Este discurso é também o que Ted Cruz utiliza agora que conseguiu mais três Estados, a juntar ao único que tinha até esta terça-feira. O senador do Texas não tem quaisquer intenções de desistir da corrida à nomeação republicana, e já pediu que os outros pré-candidatos o façam, de forma a unir o partido em torno da sua candidatura contra Trump.

A verdade é que ainda faltam mais 36 Estados, e estas vitórias de Trump não significam que o magnata venha a conseguir a nomeação, porém, nesta altura não há forma de negar que a pré-candidatura de Donald Trump deve ser levada a sério.

Apesar de John Kasich e Ben Carson não terem conseguido qualquer Estado, aquele que deve ser considerado o grande derrotado da noite é Marco Rubio. Apenas com um Estado “no bolso”, a nomeação republicana começa a ser uma miragem para o senador da Flórida, mesmo se incluirmos uma hipotética vitória neste Estado, que garante 99 delegados. Ainda assim, Rubio já respondeu a Cruz, numa entrevista à CNN, e garante que não pretende desistir.

“Vou aos 50 Estados antes de parar de tentar salvar o Partido Republicano de alguém como [Donald Trump]”.

Democratas

Pré-candidatos: Hillary Clinton e Bernie Sanders

Os resultados (de acordo com a AP e CNN):

Nota: alguns resultados podem sofrer alterações, especialmente ao nível dos delegados, que ainda não estão todos atribuídos.

 

Alabama: Hillary Clinton

Clinton conquistou no Alabama a sua maior vitória desta super terça-feira sobre o rival Bernie Sanders: 78% dos votos, contra 19%.

Delegados (53 + 7 super delegados) – Hillary Clinton: 44; Bernie Sanders:  9.

 

Arkansas: Hillary Clinton

Com 86% dos votos contados, Hillary Clinton segue na frente no Estado do Arkansas com 66%, novamente mais do dobro dos 30% de Bernie Sanders.

Delegados (32 + 5) – Hillary Clinton: 22; Bernie Sanders: 10.

 

Colorado (caucus): Bernie Sanders

É no Estado onde só os democratas votaram esta terça-feira, que Bernie Sanders regista uma das quatro vitórias conseguidas sobre Hillary Clinton. Com 93% dos votos contados, o senador do Vermont segue na frente com 59%, contra 40% para a ex-secretária de Estado.

Delegados (66 + 12 super delegados) – Bernie Sanders: 38; Hillary Clinton: 28.

 

Georgia: Hillary Clinton

De regresso aos Estados do lado este dos EUA, nova vitória esmagadora para Clinton: 71% contra 28% conseguidos por Sanders.

Delegados (102 + 15) – Hillary Clinton: 74; Bernie Sanders: 28.

 

Massachusetts: Hillary Clinton

No Massachusetts há a registar mais uma vitória de Hillary, mas desta vez com pouca margem para Bernie Sanders: 50% contra 49%.

Delegados (91 + 25) – Hillary Clinton: 44; Bernie Sanders: 44.

 

Minnesota (caucus): Bernie Sanders

No Estado mais a norte de todos os que foram a votos do lado dos democratas, quando estão 98% dos distritos apurados, Bernie Sanders está na frente para conseguir nova vitória com 62% dos votos, contra 29% de Hillary Clinton.

Delegados (77 + 16) – Bernie Sanders: 46; Hillary Clinton: 29.

 

Oklahoma: Bernie Sanders

Mais a sul, no Oklahoma, onde já foram contados todos os votos, Bernie Sanders volta a vencer, mas por uma margem menor que no Minnesota: 52% dos votos, contra 42% de Hillary Clinton.

Delegados (38 + 4) - Bernie Sanders: 20; Hillary Clinton: 16.

 

Tennessee: Hillary Clinton

No Tennessee os papeis voltaram a inverter-se e Hillary consegue nova vitória, com o dobro dos votos do rival: 66% para Hillary, 32% para Sanders.

Delegados (67 + 8) – Hillary Clinton: 38; Bernie Sanders: 21.

 

Texas: Hillary Clinton

No “super Estado” do Texas, onde ainda só se contaram 68% dos votos, a vitória também foi para Hillary Clinton, novamente com cerca do dobro dos boletins de Bernie Sanders: 65% contra 33%. Uma vitória importante, já que no Texas estão em jogo um total de 251 delegados.

Delegados (222 + 29) – Hillary Clinton: 136; Bernie Sanders: 64.

 

Vermont: Bernie Sanders

Hillary Clinton pode ter ganho em mais Estados, mas a maior vitória desta super terça-feira foi conquistada por Bernie Sanders no Estado de que é senador, o Vermont. Sanders conseguiu 86% dos votos contra, apenas, 14% da rival. No entanto, como se trata de um Estado de dimensões mais pequenas, a vitória esmagadora não terá um grande impacto nas contas dos delegados.

Delegados (16 + 10) – Bernie Sanders: 16; Hillary Clinton: 0.

 

Virgínia: Hillary Clinton

O último Estado a registar desta super terça-feira é a Virgínia, onde Hillary voltou a vencer Bernie Sanders com quase o dobro dos votos: 64% contra 35%.

Delegados (95 + 14) – Hillary Clinton: 61; Bernie Sanders: 34.

 

Samoa Americana: Hillary Clinton

No território ultramarino da Samoa Americana, Clinton também obteve uma vitória esmagadora sobre Bernie Sanders, ao conquistar 68% dos votos, contra 26%.

Delgados: (6 +5 super delegados) – Hillary Clinton: 4; Bernie Sanders: 2.

Análise

Mesmo que Bernie Sanders tenha ganho nos Estados do Colorado, Minnesota, Oklahoma e Vermont (este último com uma vitória esmagadora), o pré-candidato democrata tem, ainda, apenas cinco Estados em 15 que já foram a votos, e cerca de 420 delegados em 2383 necessários para obter a nomeação do partido.

Hillary Clinton é cada vez mais a favorita indiscutível ao lugar de candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, tendo após a votação de ontem quase metade dos 2383 delegados.

A ex-secretária de Estado dos EUA continua a impor vitórias pesadas ao seu rival, e já dirige os seus ataques ao candidato à frente dos republicanos, usando o slogan de Donald Trump, “tornar a América novamente grandiosa”, para descrever as suas intenções futuras.

“Que super terça-feira! (…) A América nunca deixou de ser grande. Temos de torná-la inteira, preencher o que tem sido escavado”.

Veja também: o calendário das eleições primárias dos EUA

As eleições primárias continuam no sábado, dia 5, com os caucus do Kansas, do Maine, do Kentucky (apenas para republicanos) e do Nebraska (apenas para democratas) e as primárias no Louisiana.

(Passe o rato sob os Estados para conhecer os vencedores)