O Presidente dos Estados Unidos vai apresentar na terça-feira uma série de medidas que visam "reduzir violência com armas de fogo", com decisões que têm influência na circulação e utilização das mesmas. No Twitter, foi utilizada a hashtag #StopGunViolence para levantar já o véu àquilo que o Barack Obama vai anunciar. 
 
Na sua conta pessoal, o Presidente dos EUA fez algumas comparações para se perceber a dimensão do problema, incluindo dizer que "as armas agora matam tantas pessoas como carros, em quase metade dos EUA Nós não podemos parar todos os atos de violência, mas podemos salvar vidas se agirmos".
 
Obama faz ainda notar que o que é "muitas vezes ignorado" é que a maioria dos proprietários de armas "concordam com passos de bom senso para salvar vidas". Por isso, avisa:

"O lobby das armas pode ser manteido refém no Congresso, mas eles não podem fazer da América refém. Não podemos aceitar essa carnificina nas nossas comunidades". 
 

O presidente norte-americano v​ai falar a partir da Casa Branca às 11:40 locais (16:40 em Lisboa) de terça-feira.

Os ataques com armas de fogo causam perto de 30 mil mortos todos os anos nos Estados Unidos.