Uma norte-americana, mãe de gémeos, moveu uma ação em tribunal para que o pai pagasse pensão de alimentos, mas o que parecia um processo comum tornou-se num insólito quando o juiz recebeu os resultados dos testes de ADN e descobriu que os gémeos não eram filhos do mesmo pai.

De acordo com a revista “Time”, o juiz do Supremo Tribunal de Passaic County, em Nova Jérsia, nos EUA, pediu que fosse realizado um teste de ADN para que a paternidade fosse verificada. Para surpresa de todos, o teste revelou que apenas um dos gémeos, nascidos em janeiro de 2013, era filho do homem que estava em tribunal.

Assim, o juiz deliberou que apenas um dos gémeos passasse a receber uma pensão de 28 dólares por semana (cerca de 24 euros).

A mãe assumiu depois que tinha tido relações sexuais com dois homens, em momentos diferentes, na mesma semana.

O caso é raro, mas não inédito. É possível que, no mesmo ciclo menstrual, dois óvulos sejam fertilizados com espermas de homens diferentes.