Um motorista de autocarro escolar da região de Phoenix, nos Estados Unidos, resolveu fechar as crianças no veículo e dar-lhes uma lição de bom comportamento.
 
Farto das faltas de educação, o homem pôs as crianças de castigo, não as deixando abandonar a viatura, alegadamente indiferente aos gritos e ao choro dos alunos dentro do autocarro e alheio às reclamações dos pais no exterior, que acabaram por chamar a polícia, frustradas as tentativas de abrir a porta de emergência.
 
Apesar do aparato, nenhuma criança ficou ferida.
 
A direção de escolas daquele distrito confirmou à Associated Press que o condutor foi despedido na quarta-feira na sequência do episódio.