A China exortou hoje o Presidente norte-americano, Barack Obama, a «cancelar imediatamente» o anunciado encontro com o Dalai Lama, o exilado líder político e espiritual dos tibetanos.

«O Dalai Lama é um exilado político há muito envolvido em atividades separatistas sob a capa da religião», disse a porta-voz do Ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, Hua Chunying.

O encontro entre Obama e o Dalai Lama, na Casa Branca, em Washington, está marcado para hoje.