Um grande protesto da extrema-direita no centro da cidade norte-americana de Charlottesville, no estado da Virgínia, ficou marcado por violentos confrontos e pelo atropelamento de várias pessoas, que foram atingidas por um carro de forma intencional. 

As autoridades confirmaram que o atropelamento fez um morto e 19 feridos.

Num vídeo amador divulgado nas redes sociais, é visível um carro de cor escura que bate de forma violenta na parte traseira de um outro veículo e que faz depois uma manobra em sentido inverso, contra as pessoas.

Outras imagens mostram feridos deitados no chão.

O governador do estado norte-americano da Virgína declarou o estado de emergência em Charlottesville, este sábado, dia em que a cidade recebeu a maior manifestação da extrema-direita dos últimos anos nos Estados Unidos.

O protesto designado "Unite The Right" (Unir a Direita) foi convocado depois de uma estátua do general sulista da Guerra da Secessão dos EUA e defensor da escravatura Robert E. Lee ter sido removida da cidade.

Várias pessoas ficaram feridas em confrontos e a polícia teve de intervir, usando gás lacrimogénio.