Lincoln Seay tornou-se no mais recente “bebé milagre” depois de receber um transplante no preciso momento em que o coração dele parou. O pequeno, de sete meses, natural do Alaska, nos EUA, nasceu com uma anomalia cardíaca: tinha o coração no lado errado do corpo. Depois de esperar meses por um novo coração, que chegou no último instante, a determinação e a rápida intervenção dos médicos salvaram-lhe a vida.

O jornal New York Daily News refere que a urgência do transplante foi tal que se pode dizer que a criança morreu, mas só por um momento.

Assim o recorda a mãe do bebé, Mindi Seay. "Ele morreu. Acabou-se o tempo. Enquanto o preparavam para a cirurgia, o coração dele parou. Eles [equipa médica] tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso “, contou.

Mas foi a decisão firme do cirurgião que salvou a vida do bebé. O médico não hesitou em abrir o peito da criança e massajou o coração com as mãos até chegar o novo órgão. O cirurgião conseguiu reanimar o menino mesmo a tempo de ser submetido com sucesso ao transplante.

Michael McMullen, o cirurgião que realizou o transplante, declarou ao New York Daily News que Lincoln Seay tem pela frente um complexo processo de recuperação, mas que o prognóstico é bom.

 

 

90 days on the heart transplant list and 6 weeks and 3 days after the Dr's said they "hoped to have bought him" 6 more...

Publicado por The Birth Photographer em  Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016