O candidato republicano às eleições presidenciais dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, na segunda-feira, que o seu plano para combater o terrorismo passa por implementar uma “seleção extrema” de imigrantes.

Durante um discurso em Youngstown, no estado norte-americano do Ohio, Trump disse que pretende proteger o país e suspender a imigração de alguns países.

“Só devíamos admitir neste país os que partilham os nossos valores e respeito pelas pessoas.”

O magnata que fez fortuna no setor imobiliário frisou que "é tempo de desenvolver um novo teste" para fazer face às ameaças da atualidade.

“Durante a Guerra Fria, tínhamos um teste ideológico. É tempo de desenvolver um novo teste para as ameaças que enfrentamos atualmente. Eu chamo-lhe seleção extrema”, acrescentou.

Assim, e de acordo com estas declarações, imigrantes de países com várias células terroristas poderão ser impedidos de entrar nos Estados Unidos numa presidência liderada pelo republicano.