Um incêndio que deflagrou na terça-feira numa área montanhosa do condado californiano de San Bernardino, nos Estados Unidos, destruiu mais de 3.600 hectares e forçou a retirada de pelo menos 82.000 residentes de mais de 34.500 casas.

O fogo avançou a um ritmo muito rápido em apenas um dia e fez com que o governador do Estado da Califórnia declarasse o estado de emergência no condado de San Bernardino, a cerca de 115 quilómetros a nordeste de Los Angeles.

Oficiais norte-americanos afirmaram que dezenas de edifícios já foram destruídos pelas chamas.

Pelo menos dois bombeiros ficaram feridos no combate ao fogo. 

Mais de 700 operacionais estavam envolvidos no combate às chamas, sendo esperada a chegada de reforços. 

Imagens publicadas nas redes sociais mostram a dimensão do incêndio.

 

Os incêndios já devastaram mais de 112.950 hectares este ano na Califórnia, mas as autoridades temem que este número aumente ainda mais, uma vez que ainda está para chegar aquela que é considerada a pior fase da época dos incêndios neste estado.