A Turquia "não aceita" um compromisso de cessar-fogo com as milícias curdas na Síria, tal como foi anunciado na terça-feira pelos Estados Unidos, declarou hoje o ministro dos Assuntos Europeus turco, Omer Celik.

"Não aceitamos, em nenhuma circunstância, (...) um compromisso ou um cessar-fogo entre a Turquia e os elementos curdos", declarou o ministro à agência pró-governamental Anadolu.

A república turca, disse o ministro, "é um Estado soberano que não pode ser posto em pé de igualdade com uma organização terrorista".