O Governo do Reino Unido tenciona criar uma legislação específica para combater e erradicar os extremistas britânicos, após a divulgação do vídeo que mostra a execução do jornalista norte-americano James Foley por um jihadista com sotaque britânico.

A informação, hoje divulgada pelo jornal The Telegraph, é avançada pela ministra do Interior britânica, Theresa May.

Entre as medidas em análise está a revisão das ordens de proibição de grupos extremistas e dos oradores radicais que incitam ao ódio e à violência, mas também a introdução de novos poderes civis para localizar extremistas que procuram recrutar e radicalizar outros.