Os «jihadistas» do Estado Islâmico (EI) enviaram uma mensagem de correio eletrónico à família do jornalista norte-americano James Foley alertando para a sua iminente execução, uma semana antes de divulgarem o vídeo da sua decapitação.

O GlobalPost, um dos órgãos com o qual o jornalista colaborava, publicou, esta quinta-feira, na íntegra, a mensagem de correio eletrónico que a família recebeu, no passado dia 12, «em nome da transparência e para contar toda a história de Jim».

«Vocês e os vossos cidadãos vão pagar o preço dos vossos bombardeamentos. O primeiro com o sangue do norte-americano James Foley», escreveram os extremistas na mensagem.