O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, anunciou hoje que os aviões militares da Austrália passaram a sobrevoar o Iraque nas operações contra a organização Estado Islâmico (EI), embora sem participar em bombardeamentos.

«Os aviões australianos começaram a voar sobre o Iraque em apoio às operações aliadas», disse Abbot no Parlamento, em Camberra. O país fornece aeronaves de vigilância e abastecimento logístico.

Tratam-se de voos que fazem parte de «operação de apoio, não de bombardeamento» porque a decisão de integrar outro tipo de operações militares mais direta depende de um pedido do Governo iraquiano e de uma decisão do Parlamento australiano, segundo a agência local de notícias ABC, citada pela EFE.