Pelo menos 97 jihadistas morreram em diversas operações lançadas, este domingo, contra o grupo radical Estado Islâmico nas províncias de Nínive (norte) e Diyala (este), bem como 17 soldados iraquianos e forças de segurança.

Segundo disseram à agência Efe fontes militares e de segurança iraquianas, 21 jihadistas morreram num bombardeamento aéreo lançado por um avião iraquiano não tripulado contra um quartel do Estado Islâmico (EI) na zona de Al Qayara, a 50 quilómetros a sul de Mosul - capital da província de Nínive -, que foi utilizado pelos radicais como campo de treino.

Uma outra fonte militar iraquiana referiu ainda que numa operação lançada mas últimas horas para recuperar populações no nordeste de Bagdad, morreram pelo menos 70 radicais islamitas e 17 soldados iraquianos e das forças de segurança.