Foram registados no Brasil, nas últimas 24 horas, a morte de duas crianças deixadas dentro de veículos pelos próprios progenitores. Os casos estão a chocar as regiões, mas apesar dos alertas das autoridades esta é já uma realidade recorrente em vários  pontos do mundo.

Uma criança de dois anos e meio foi deixada, esta quinta-feira, mais de cinco horas fechada no carro pelo pai. O incidente aconteceu em São Paulo e o pai da menina só se apercebeu do esquecimento quando se dirigiu à escola para a ir buscar depois do trabalho.

Segundo a imprensa brasileira, o homem tinha ido buscar a filha à casa da avó para a deixar no infantário antes de ir trabalhar. Alegadamente esqueceu-se e foi direto para o local de trabalho, na secretaria municipal de Finanças de São Bernardo do Campo, São Paulo. Quando saiu, cerca de cinco horas depois, foi de carro até à escola para levantar a criança. Lá confirmaram que a menina não tinha chegado e foi nessa altura que o homem encontrou a filha no carro. Os bombeiros acudiram ao local e declararam o óbito da criança no local.

O homem foi ouvido pelo 2.º Distrito Policial de São Bernardo do Campo por homicídio culposo. Depois de pagar uma fiança no valor de 700 reais (cerca de 209 euros), o homem saiu em liberdade.

No dia anterior, quarta-feira, na região de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, foi registado outro incidente de contornos semelhantes, desta vez protagonizado pela mãe da criança.

A bebé de dois anos ficou encerrada dentro do veículo da progenitora durante cerca de cinco horas. Ambas tinham saído de casa com destino o infantário mas a mãe acabou por se dirigir diretamente para o trabalho, no aeroporto de Pampulha.

À polícia, a mulher disse que trabalhou a tarde toda e não se lembrou que tinha deixado a filha no carro, informa o G1. Também neste caso, a criança só foi descoberta quando a mãe se dirigiu ao infantário para a ir buscar e percebeu que nunca tinha sido entregue.

O tio da menina saiu em defesa da progenitora alegando que esta tem uma vida muito stressada e trabalha muito. A mulher é casada e tem outros dois filhos.

Campanha contra o esquecimento de crianças nos automóveis
Em 2013, foi lançada uma campanha de sensibilização nos Estados Unidos da América para alertar sobre os perigos de deixar uma criança trancada num carro. O vídeo mostra o que pode acontecer em 30 minutos se uma criança for deixada para trás enquanto a mãe vai às compras.

        

Este tipo de incidentes também acontecem em Portugal. Um dos últimos conhecidos diz respeito a uma menina que foi esquecida no autocarro escolar. O caso aconteceu em Santa Maria da Feira a 18 de novembro último. A criança de três anos ficou esquecida durante quatro horas num autocarro que a devia ter deixado na escola. A ausência da menor foi notada à hora de almoço pela mãe que acabou por recuperar a criança em segurança.